//Perfil




BRASIL, Mulher, de 20 a 25 anos





//Links
- Educação Infantil
- Jean Piaget
- Piaget por Márcia
- Inclusão
- Libras
- cleptomania
- Obesidade infantil
- Cantinho da matematica
- Matematica
- Animais silvestres
- Vamos salvar o planeta
- matematica para todos
- Influência do avanço tecnológico na adolescência
- biologia



//Votação

- Dê uma nota para o meu blog
- Indique este blog


//Contador

//Histórico

- 20/05/2007 a 26/05/2007

- 13/05/2007 a 19/05/2007

- 06/05/2007 a 12/05/2007

//Créditos




Principais objetivos da educação: formação de homens "criativos, inventivos e descobridores", de pessoas críticas e ativas, e na busca constante da construção da autonomia.

Devemos lembrar que Piaget não propõe um método de ensino, mas, ao contrário, elabora uma teoria do conhecimento e desenvolve muitas investigações cujos resultados são utilizados por psicólogos e pedagogos. 
   Desse modo, suas pesquisas recebem diversas interpretações que se concretizam
em propostas didáticas também diversas.

Implicações do pensamento piagetiano para a aprendizagem

·         Os objetivos pedagógicos necessitam estar centrados no aluno, partir das atividades do aluno.

·         Os conteúdos não são concebidos como fins em si mesmos, mas como instrumentos que servem ao desenvolvimento evolutivo natural.

·         primazia de um método que leve ao descobrimento por parte do aluno ao invés de receber passivamente através do professor.

·         A aprendizagem é um processo construído internamente.

·         A aprendizagem depende do nível de desenvolvimento do sujeito.

·         A aprendizagem é um processo de reorganização cognitiva.

·         Os conflitos cognitivos são importantes para o desenvolvimento da aprendizagem.

·         A interação social favorece a aprendizagem.

·         As experiências de aprendizagem necessitam estruturar-se de modo a privilegiarem a colaboração, a cooperação e intercâmbio de pontos de vista na busca conjunta do conhecimento.

 



- Postado por: Pedagogas Infoedu às 10h51 PM
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




A educação na visão Piagetiana: com base nesses pressupostos, a educação deve possibilitar à criança um   desenvolvimento amplo e dinâmico desde o período sensório- motor até o operatório abstrato.
     A escola deve partir dos esquemas de assimilação da criança, propondo atividades desafiadoras que provoquem desequilíbrios e reequilibrações sucessivas, promovendo a descoberta e a construção do conhecimento.



- Postado por: Pedagogas Infoedu às 10h43 PM
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




 

Para Piaget, a criança é concebida como um ser dinâmico, que a todo momento interage com a realidade, operando ativamente com objetos e pessoas. 
    

Essa interação com o ambiente faz com que construa estruturas mentais e adquira maneiras de fazê-las funcionar. O eixo central, portanto, é a interação organismo-meio e essa interação acontece através de dois processos simultâneos: a organização interna e a adaptação ao meio, funções exercidas pelo organismo ao longo da vida. 

A adaptação, definida por Piaget, como o próprio desenvolvimento da inteligência ocorre através da assimilação e acomodação. Os esquemas de assimilação vão se modificando, configurando os estágios de desenvolvimento.

Considera, ainda, que o processo de desenvolvimento é influenciado por fatores como: maturação (crescimento biológico dos órgãos), exercitação (funcionamento dos esquemas e órgãos que implica na formação de hábitos), aprendizagem social (aquisição  de valores, linguagem, costumes e padrões culturais e sociais) e equilibração (processo de auto regulação interna do organismo, que se constitui na busca sucessiva de reequilíbrio após cada desequilíbrio sofrido).



- Postado por: Pedagogas Infoedu às 08h24 PM
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




A importância de se definir os períodos de desenvolvimento da inteligência reside no fato de que, em cada um, o indivíduo adquire novos conhecimentos ou estratégias de sobrevivência, de compreensão e interpretação da realidade. A compreensão deste processo é fundamental para que os professores possam também compreender com quem estão trabalhando.

Vamos conhecer um pouco melhor cada Estágio Cognitivos segundo Piaget:

Sensório-motor:

Apartir de reflexos neurológicos básicos, o bebê começa a construir esquema de ação para assimilar mentalmente o meio. Também é marcado pela construção prática das noções de objeto, espaço, casualidade e tempo.

Exemplo Sensório-motor :

O bebê pega o que está em sua mão; "mama" o que é posto em sua boca; "vê" o que está diante de si. Aprimorando esses esquemas, é capaz de ver um objeto, pega-lo e levá-lo a boca.

Pré- operatório:

É nesta fase que surge, na criança, a capacidade de substituir um objeto ou acontecimento por uma representação, e esta substituição é possível. Assim também este estágio é muito conhecido como o estágio da Inteligência Simbólica.

A criança deste estágio:

* É egocêntrica, centrada em si mesma, e não consegue se colocar, abstratamente, no lugar do outro.

* Não aceita a idéia do acaso e tudo deve ter uma explicação (é fase dos "por quês").

* Já pode agir por simulação, "como se".

* Possui percepção global sem discrimar detalhes.

* Deixa de levar pela aparência sem relacionar fatos.

Exemplo Pré-operatório:

Mostram- se para a criança, duas bolinhas de massa igyais e dá-se a uma delas a forma de salsicha. A criança nega que a quantidade de massa continue igual, pois as formas são diferentes. Não relaciona as situações.

Operatório-Concreto:

Neste estágio a criança desenvolve noções de tempo, espaço, velocidade, ordem, casualidade. Sendo então capaz de relacionar diferentes aspectos e abstrair dados da realidade. Apesar de não se limitar mais a uma representação imediata, depende do mundo concreto para abstrair.

Exemplo Operatório-concreto:

Despeja-se a água de dois copos em outros, de formatos diferentes, para que a criança diga se as quantidades continuam iguais, A resposta é afirmativa uma vez que a criança já diferencia aspectos e é capaz de "refazer" a ação.

Operatório-formal:

É neste momento que as estruturas cognitivas da criança alcançam seu nível mais elevado de desenvolvimento. A representação agora permite à criamça uma abstração total, não se limitando mais à representação imediata e nem às relações previamente existente. Agora a criança é capaz de pensar logicamente, formular hipóteses e buscar soluções, sem depender mais só da observação da realidade

Exemplo Operatório-formal:

Se lhe pedem para analisar um provérbio como " de grão em grão, a galinha enche o papo", a criança trabalha com a lógica (metáfora) e não a imagem de uma galinha comendo grãos.



- Postado por: Pedagogas Infoedu às 07h37 PM
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




 

Estágios do desenvolvimento humano

Piaget considera 4 períodos no processo evolutivo da espécie humana que são caracterizados "por aquilo que o indivíduo consegue fazer melhor" no decorrer das diversas faixas etárias ao longo do seu processo de desenvolvimento. São eles:

·         1º período: Sensório-motor              (0 a 2 anos)

·         2º período: Pré-operatório                (2 a 7 anos)

·         3º período: Operações concretas     (7 a 11 ou 12 anos)

·         4º período: Operações formais         (11 ou 12 anos em diante)

Cada uma dessas fases é caracterizada por formas diferentes de organização mental que possibilitam as diferentes maneiras do indivíduo relacionar-se com a realidade que o rodeia. De uma forma geral, todos os indivíduos vivenciam essas 4 fases na mesma seqüência, porém o início e o término de cada uma delas pode sofrer variações em função das características da estrutura biológica de cada indivíduo e da riqueza (ou não) dos estímulos proporcionados pelo meio ambiente em que ele estiver inserido. Por isso mesmo é que "a divisão nessas faixas etárias é uma referência, e não uma norma rígida". Abordaremos, a seguir, sem entrar em uma descrição detalhada, as principais características de cada um desses períodos.



- Postado por: Pedagogas Infoedu às 11h16 PM
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




     A partir da observação cuidadosa de seus próprios filhos e de muitas outras crianças, Piaget concluiu que em muitas questões cruciais as crianças não pensam como os adultos. Por ainda lhes faltarem certas habilidades, a maneira de pensar é diferente, não somente em grau, como em classe.

     Assim surgiu a TEORIA DO DESENVOLVIMENTO COGNITIVO, uma teoria de etapas, uma teoria que pressupões que os seres humanos passam por uma série de mudanças ordenadas e previsíveis.

  • Pressupostos básicos de sua teoria:

O interacionismo, a idéia de construtivismo seqüencial e os fatores que interferem no desenvolvimento.



- Postado por: Pedagogas Infoedu às 09h36 PM
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Foto: Piaget e sua esposa Valentine.

Conforme falamos no último Post, continuaremos relatando a história de Jean Piaget!

No mesmo ano, 1919, Piaget iniciou seus estudos experimentais sobre a mente humana e começou a pesquisar também sobre o desenvolvimento das habilidades cognitivas.

Em 1921, tornou-se Diretor de Estudos do Instituto J. J. Rousseau, da Universidade de Genebra. Em 1923, casou-se com Valentine Châtenay, com quem teve três filhos, os quais utilizou para  basear  seus estudos.

Piaget lecionou em diversas Universidades Européias, foi o único suiço a ser convidado a lecionar na Universidade de Sorbonne, onde permaneceu de 1952 a 1953.

Ao longo de sua brilhante carreira, Piaget escreveu mais de 75 livros e centenas de trabalhos científicos.

Alguns dos principais livros:

A LINGUAGEM E O PENSAMENTO DA CRIANCA

PARA ONDE VAI A EDUCAÇÃO?

PSICOLOGIA E PEDAGOGIA

 http://www.livrosdepedagogia.com.br/defaultlivros.asp

 



- Postado por: Pedagogas Infoedu às 09h39 PM
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




No nosso primeiro Post sobre o Grande Pensador da Pedagogia, iremos introduzir sobre a vida de Jean Piaget.

Piaget foi um menino prodígio, aos 11 anos de idade publicou seu primeiro trabalho sobre observação de um pardal albino, iniciando sua brilhante carreira científica. Aos sábados, Piaget trabalhava gratuitamente no museu de história natural.

Frequentou a Universidade de Neuchâtel, onde estudou biologia e filosofia. Recebeu seu doutorado em biologia em 1918, aos 22 anos de idade. Após formar-se, Piaget foi para Zurich, onde trabalhou como psicólogo experimental, lá ele também trabalhou como psiquiatra em uma clínica. Assim, passou a combinar a psicologia experimental com métodos informais de psicologia: Entrevistas, conversas e análise de pacientes.

Em 1919, mudou -se para a França, onde trabalhou no laboratório de Alfred Binet, assim notou que crianças francesas da mesma faixa etária cometiam erros semelhantes nesses testes e concluiu que o pensamento se desenvolve graduamente.

No próximo blog traremos outras informações referente a vida de Piaget no ano de 1919, ate 1980. Não deixe de conferir!

COLABORAÇÃO DO VISITANTE:

Para você, qual o pensamento mais marcante de Piaget? Você utiliza este pensamento ao lecionar?

Mais informações, visite: http://www.educacional.com.br/glossariopedagogico/verbete.asp?idPubWiki=9591 

 



- Postado por: Pedagogas Infoedu às 08h13 PM
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Caros leitores,
Esperamos que vocês apreciem com satisfação o empenho que foi dedicado para a construção deste blog...
Agradecemos...

- Postado por: Neia às 09h18 AM
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________